segunda-feira, 27 de setembro de 2010

SEPARAÇÃO?!



Gente, falo sobre o que vivo e o que vejo, portanto que ninguém se sinta ofendido ou citado especificamente nesse post, beleza?


Tenho muito medo dessa palavra...

Já vi muito amigo meu nessa situação... casais que pareciam perfeitos, inseparáveis, cheios de amor e compreensão e de repente tudo indo por água abaixo. Fora o fato de ter crescido dentro de um lar onde as idas e vindas eram constantes.

Me vejo sempre correndo risco de ser a próxima e alguém pode dizer que isso não é bom. Mas eu digo que é! E explico.
 Vivo um relacionamento ótimo, sem ciúme, com muita conversa, a gente compartilha sonhos, um sabe todos os erros do passado do outro (com detalhes, rs), um está sempre dentro do projeto do outro... mas somos imperfeitos. O fato de me ver correndo riscos de me separar me faz tomar cuidado com minhas palavras, minhas atitudes, me faz querer ser sempre melhor, mais dedicada, não me acomodar.

Acomodação é uma praga dentro dos relacionamentos. Chega uma hora em que a gente tem tanta segurança das coisas que para de tomar cuidados.

Um primo meu tinha certeza de que sabia nadar. Se jogou na água sem tomar o cuidado de saber que tipo de solo tinha embaixo. Era barro. Ele prendeu os pés e morreu afogado.
Grandes acidentes de trânsito acontecem com pessoas que têm segurança de que dirigem bem. Existem até aqueles que dizem que quando bebem dirigem melhor... é a tal da segurança que têm em si mesmos. A acomodação, a falta de cuidado.
O relacionamento de Adão e Eva com Deus degringolou assim que eles se acostumaram com a presença do Senhor todo dia no Éden para visitá-los. Acabou o respeito, o temor, o cuidado em obedecer.

É evidente que depois de um certo tempo a gente tem mais segurança no relacionamento, é natural da intimidade a gente não se preocupar mais com algumas coisas, mas a falta de preocupação as vezes chegua ao nível do desleixo.
Mulheres deixam de se cuidar,  “largam mão” de si mesmas afinal de contas “ já estão casadas mesmo...” (já ouvi isso). Não cuidam de si, nem da casa, nem do marido. Não cuidam da estética e nem da emoção, o corpo e a mente ficam sem cuidado.
Homens perdem o cavalheirismo, a delicadeza, esquecem aquela flor (que eu não gosto, mas a maioria das mulheres adoram), aquele bilhetinho carinhoso...

Amor é algo que mesmo depois de construído tem a necessidade de manutenção constante, eu diria diária. Porque coisas pequenas, pequenas perfurações, pequenas infiltrações, podem destruir toda a construção. Podem colocar abaixo uma parede, e sem paredes sólidas as construções balançam.
Manter tudo funcionando é fundamental!

Cuide sempre dos seus relacionamentos: casamento, namoro, amizade, relação com pai, mãe, irmãos... e nunca se acomode, cuidado com a manutenção!

;)

3 comentários:

Keity 5-3-3 disse...

SÁBIO POST!

O excesso de intimidade é um dos (se não "O") principais causadores das separações (e eu aprendi isso da pior forma possível - mas aprendi!).
Desejo e interesse são extremamente sensíveis a certa situações...

Carrego comigo só dois dos 950.999 conselhos que me deram até hoje e um deles é:
"O dia em que você usar o banheiro de porta aberta, será o início do fim do seu casamento."

#fato

Tati Blue disse...

copia = cola!
foi digno.
adorei.
bjo

rodsilva disse...

Eh my friend... eh my friend... =)