quarta-feira, 31 de março de 2010

O DESCASO

Ontem veio uma senhora desesperada aqui no IDE... ligaram ontem duas vezes pra casa dela ameaçando-a e ao seu filho de morte. Disseram que se ele passasse pela ponte (que liga dois bairros) ele amanheceria com a boca cheia de formiga. Problema é que o filho dela estava trabalhando e iria ter que passar por essa mesma ponte e ela não tinha como ligar pra ele e avisar.
A mulher estava tremendo, chorando... e eu achei que falando sobre isso no twitter iria começar uma "corrente do bem" em favor da causa, com pessoas orando por proteção...
... engano!
Duas pessoas fizeram menção, meus amigos Surian e Rô, (ambos da comunidade Jovens Cristãos (JC) do orkut que, por sinal, é reconhecida por ser uma comunidade onde as pessoas realmente oram umas pelas outras... várias vezes precisei deles seja para orar por mim, me aconselhar, me ouvir e até mesmo financeiramente).
Já no twitter percebi que, se você posta assuntos sérios as pessoas simplesmente ignoram.
Porque?
Porque cada um está preocupado com seu próprio problema, com sua própria vida. Orar por alguém que precisa é realmente trabalhoso e eu confesso, já ignorei pedidos como esses também... "estou ocupada". Dá menos trabalho colocar piadinhas ou aqueles #twitte-num-sei-o-que do que dar um RT em algo realmente importante.
Já não é a primeira vez que acontece algo do tipo comigo. Uma vez o namorado de uma amiga ameaçava pular da janela do prédio onde morava exatamente no momento em que um missionário do Portas Abertas estava saindo pra férias. Fui solenemente ignorada no meu pedido de interceção, mas o missionário recebeu várias mensagens de "volta logo" ou "boa viagem". Saí do fórum e do Portas... fiquei chateada SIM e nem adianta alguém vir dizer pra eu não ficar. Ainda estou, depois de muito tempo. Vi que tudo é movido pelas tais "panelinhas" e se você não é ninguém importante, ninguém de destaque, vai ser ignorado mesmo que estiver pedindo por você mesmo. O problema não é isso acontecer, é acontecer no meio da Igreja, isso me chateia.
Saí ontem do twitter com a sensação de que não posso contar com ninguém... e triste, muito triste.

Não sei como terminou o caso, acabei de chegar e ninguém soube de nada, mas ainda estou preocupada.
Se você estiver lendo essas palavras e quiser orar, o nome da senhora é Antonia.

É isso!

Um comentário:

Tati Blue disse...

não sei se importa, mas... eu orei... no dia seguinte pq nem tive acesso ao twitti antes e nem tinha visto seu blog.
tô com vc sempre.
posso não responder, não comentar, não twittar, mas tô contigo... SEMPRE!
te acompanho mulher.
bjo